Aplicando Paradiddles

Fala batera!

 

Nesse post quero te falar um pouquinho como pensar (ou repensar) o paradiddle!

 

Mas o que é o paradiddle?

 

O paradiddle pode ser uma frase, uma melodia, um baquetamento, vai depender de como tu vais pensar esse rudimento!

Se a gente pensar como rudimento é apenas DEDD EDEE, ele é um rudimento, pode servir para limpar tua técnica, trabalhar teus rebotes, aumentar tua velocidade, etc. E esse rudimento tu podes aplicar como bem entenderes: em viradas, grooves, solos, o céu é o limite!


Se a gente tocar esse baquetamento tocando a mão direita apenas no surdo e a mão esquerda apenas na caixa, temos uma melodia! Essa é uma forma muito mais musical de pensar o paradiddle e se tu acompanhas o Groovaí no YouTube, já sabes que trabalhar nossa musicalidade é  muito importante. Pensar de forma musical abre muito nosso leque de possibilidades, podendo tocar por exemplo no lugar da mão direita o bumbo! 😮

 

Mas como a gente começa a criar nossos próprios grooves, viradas e solos com paradiddle?

 

 

 

Aqui tenho vários exemplos de como aplicar em viradas, grooves e frases entre bumbo e caixa mantendo a condução:

Viradas

Grooves

Frases bumbo+caixa

 

O céu é o limite!

 

Um beijão, bons estudos e Groovaí!

 

Ps.: Para ter aulas particulares (presenciais ou online) comigo, clica aqui que a gente conversa! 😉

 

Ps2.: pra não perder nenhum conteúdo te inscreve nos canais:

YouTube

Facebook

Instagram

 

 

 

 

Please reload

  • YouTube Social  Icon
  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon